18 de maio 2013 as 8:12 am

Criança pedindo esmola

Criança pedindo esmola

Segundo o Inep, órgão do Ministério da Educação responsável pelo exame, esses estudantes foram identificados, por exemplo, com ponto eletrônico, aparelho celular ou algum outro mecanismo de consulta a conteúdos externos. Esses candidatos se somam aos outros 36 eliminados por postarem foto das provas em redes sociais.

O ministro Aloizio Mercadante (Educação) afirmou nesta sexta-feira (20), durante agenda em São Paulo, que dos 1.522 eliminados, 396 são do Estado de Minas –quatro deles de Barbacena, cidade onde uma quadrilha teria tentado fraudar o Enem. A Polícia Federal investiga a atuação do grupo, que teria a participação de um fiscal de prova.

O Inep afirma ainda não ser possível saber se entre esses candidatos eliminados estão possíveis beneficiários do esquema. “Até o momento, nenhum nome de suposto candidato beneficiado ou de fiscal foi repassado ao Inep. Sendo, portanto, as alegações de fraude no Enem, até então, baseadas apenas em diálogos entre fraudadores”, diz o instituto, por meio de assessoria de imprensa.

Ao todo, 23 mil pessoas participaram do esquema de segurança do exame –entre agentes da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e militares das Forças Armadas.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>