23 de novembro 2011 as 11:11 am

Edivaldo Bernardo: “Carreata em Belém enfraqueceu a campanha do Não”

Presidente do Comitê Pró-Tapajós afirma que mobilização ao SIM está grande

Professor Edivaldo Bernardo

A menos de três semanas para o Plebiscito sobre a divisão territorial do Pará que acontece no próximo dia 11 de dezembro, o presidente do Comitê Pró-Estado do Tapajós, Edivaldo Bernardo, declarou que a carreata que ocorreu no último final de semana em Belém foi um atenuante para o Sim e um agravante para o Não.

Participaram da carreata centenas de pessoas da região metropolitana de Belém e de cidades do Oeste do Pará, como Santarém, Itaituba, Oriximiná, Monte Alegre, Rurópolis e Altamira.

Além das carreatas que estão acontecendo tanto na capital quanto em cidades do Oeste do Pará, os programas na rádio e na televisão, segundo o professor Edivaldo Bernardo, estão fazendo a diferença na campanha, juntamente com a distribuição de material gráfico, como panfletos e cartazes.

“Isso está sendo um aliado aos programas de rádio e televisão, fazendo com que ganhamos bastantes adeptos. Belém é o grande foco e quebramos muita resistência e hoje temos menos dificuldades. A carreata envolveu pessoas de Belém e outras que foram daqui da região”, lembra o militante.

De acordo com Edivaldo Bernardo, a mobilização a favor do Sim ao Tapajós está grande em Santarém e outros municípios da região Oeste do Pará, como Itaituba, Altamira, Rurópolis, Monte Alegre, Oriximiná, entre outros.

Ele ressalta que o dia do Plebiscito está se aproximando e, que as pessoas estão se envolvendo mais em relação a campanha, além de ações do Comitê que estão se intensificando até o dia do pleito, principalmente com muitas viagens de representantes da Frente Pró-Estado do Tapajós.

“Acreditamos que estamos indo muito bem. O programa do Sim está muito bom e, em Belém existem mais de 200 pessoas trabalhando na campanha e com isso temos certeza que estamos avançando muito”, acredita o professor.

CAMPANHA EM MANAUS – Em relação aos paraenses que trabalham e moram em Manaus, o professor Edivaldo Bernardo afirma que não existe a possibilidade de serem colocadas urnas na capital do Amazonas, no dia da votação, 11 de dezembro. Ele explica que todos os paraenses que trabalham e moram naquela cidade, devem votar na região Oeste do Pará.

“Está havendo uma campanha muito grande, com a adesão de muita gente, porque estamos trabalhando e esclarecendo que as pessoas venham votar em cidades do Oeste do Pará. Existem pessoas em Roraima, no Amapá e muitos paraenses em Manaus todas essas pessoas devem votar na região”, assegura o professor Edivaldo.   

Fonte: RG 15/O Impacto

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

9 Comentários para Edivaldo Bernardo: “Carreata em Belém enfraqueceu a campanha do Não”

  1. Celio Carneiro da Silva diz:

    Com todo o respeito, Ademar, é por conta de pessoas como você, com essa negatividade interiorana que nossa região ainda se curva aos Corruptos de Belém. Não podemos ser egoistas pensando somente em nosso bem estar. Temos que olhar para milhares de pessoas, nossos conterrâneos, sobrinhos, enfim, todos os que não tiveram a chance que você teve, em estudar e vislumbrar novos horizontes. Repense, por favor, e , verás que o SIM 77 é a unica oportunidade que nosso Povo tem para melhorar em todos os sentidos, podendo assim, opinar diretamente em seus destinos. Maus Politicos sempre nos manipularam, e, a Historia está aí bem viva para dizer isso.A partir de nossa EMANCIPAÇÃO, teremos a oportunidade de escolher bem nossos Governantes para não vivermos nunca mais esse pesadelo e abandono a que nos forçam todos os Governos maus e corruptos que já passaram atá hoje pela Capital, Belém.VIVA TAPAJÓS E CARAJÁS 77.

  2. Ademar Amaral diz:

    Sou de Óbidos e totalmente contrário à divisão do Pará. Óbidos continuará à mercê dos políticos de Santarém que estão prontos para abocanhar os cargos a serem criados. Para Óbidos continuarão sobrendo as migalhas.Quanto a carreata tão trombetada pelo professor, não passou de quatro gatos pingados e em nada repercutiu na cidade de Belém. O professor acha que a gente é idiota e pensa que pode contar a história à maneira dele.Aliás, uma pergunta que não quer calar: qual lugar está reservado para o professor Bernardo no novo Estado?

  3. Adelmar MatosCosta diz:

    retificando meu Email é adelmarmatoscosta@gmail.com

  4. Adelmar MatosCosta diz:

    Gostaría de avisar os colegas internautas e blogueiros que participarem desta investida que informe quantos emails você conseguiu passar vamos invandir todas as páginas da internet no Pará no movimento intitulado 48 horas em favor do sim.vamos a luta companheiros,convença mais gente nossa meta é de no minimo 1.000.000 de emais.O pará é grande queremos triplicar os investimentos para nossa região do pará atual e que irá desmembrar.Somos inteligentes para o crescimento do Estado diga sim 77 e o pará ficará mais próspero.Não se deixe influenciar
    por opiniões egoístas e pequenos que só pensam na unificação com o objetivo único de continuar dominando e oprimido.Vote no sim agora é 77 é todo o para unido em prol do desenvolvimento!

  5. Adelmar MatosCosta diz:

    muito bem mais ninguém pode contar vitória antes da hora!o que podemos fazer é mandar mensagens pelo Facebook,pelos sites e outros e tentar convencer o nosso círculo de amizade principalmente de belém.O pessoal de Manaus pode fazer isso também.Gostaria de convidar a todos para o “dia da virada” em Prol do Estado do Tapajós não sou de coordenação nenhuma mais vejo que o novo Estado é um novo momento histórico para região e que esta nas nossas mãos.Santarém e região pode fazer isso
    vamos bombadear a internet com mensagens em favor do sim.Sexta feira dia 09,10 vou ficar 12 horas conectado enviando mensagens se vc tb quer ajudar passe um email pra mim adelmarmatoscosta@hotmail.com.Vamos fazer nossa parte ainda tem muita gente com dúvidas principalmente em belém.

  6. Arielson diz:

    CECI.. Não tenho palavras para descrever-lhe tanta insatisfação em respeito ao seu comentário ou opinião! É claro que respeito sua opinião, entretanto; a divisão dos futuros estados CARAJÁS E TAPAJÓS.. não é palhaçada, no entanto até agora quem é palhaço nessa história somos nós o povo do oeste do antigo estado do pará e é claro que você não mora nas margens da transamazônica, da br 163 das vicinais estaduais e municipais bem como, nos RIOS XINGÚ, TAPAJÓS, ARAPIUNS E AMAZONAS onde o povo dessas regiãoes sofrem com abandono do governo.. Talvez você nunca ouviu falar em Faro (última cidadade do oeste do antigo estado) que tem o IDH muito baixo.. Talvez você esteja sendo induzida por quem não quer o desenvolvimento do norte do país. Não tenha essa opinião! não sejas egoísta que pensa só no seu bem comum “não limpe sua casa e jogue lixo para o seu vizinho”. Humildemente peço sua colaboração, sua ajuda, sua força.. para que possamos também ter respeito e dignidade, ajude-nos a saír desse círco junte-se a nós.. pense que um dia quem sabe você não venha desfrutar dessa glória..

    CECI.. você é inteligente e com seu voto de SIM(77), você estará ajudando os seus imãos, nós não somos inimigos e muito pelo contrário, todos nós queremos o desenvolvimento.. então vamos a luta.. estamos cansados de sermos garçon e comer migalhas, estamos cansados de sermos ESCRAVOS e PALHAÇOS..

    Contamos com seu voto para o SIM (77) SIM.. Um forte abraço.

  7. CECI diz:

    KKKKKKK!!!!!!!!!!!!! Essa é pra rir!!!! kkkkk!!Esse comentário é para enganar quem mesmo? É óbvio que o povo de Belém é contra essa palahaçada! É NÃO E NÃO NELES!!!

  8. Pedro César da Silva Batista diz:

    Sou santareno, resido em Manaus há 18 anos e, atualmente, ocupo o cargo de Diretor-Geral do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas. Conforme dito antes, sou santareno e fiquei muito feliz de saber que a campanha pela criação do Estado do Tapajós está se intensificando e ganhando mais adeptos. Infelizmente, a minha contribuição, em razão do cargo, e a do TRE/AM, é orientar os eleitores do Estado do Pará acerca da obrigatória justificativa para aqueles que não puderem se deslocar a esse Estado para votar no dia 11 de dezembro. Infelizmente, também, não foi permitida a instalação de urnas para que os eleitores paraenses, que aqui residem, pudessem votar, já que, se fosse permitido para o Amazonas, teria que ser permitido para todos os demais Estados e para o Distrito Federal; e aí o custo seria muito elevado. Para mim, seria uma honra poder conduzir a votação aqui no Amazonas. Ainda assim, estou na torcida pelo Estado do Tapajós. Aproveito a oportunidade para mandar um grande abraço ao ilustre Professor Edivaldo Bernardo, de quem fui aluno no saudoso Colégio Rodrigues dos Santos, na gestão do também Professor Bernardo Santana, ambos grandes mestres. Que ele tenha a honra de escrever seu nome na História do futuro Estado do Tapajós. Por fim, tenho certeza de que a minha colega de eleitoral, Dra. Solange Maciel, Diretora-Geral do TRE/PA, conduzirá esse pleito com maestria.

  9. RUBENS diz:

    SOU IRREDUTIVELMENTE A FAVOR DA DIVISÃO E SEGUNDO AS MÁS LINGUAS OUVI FALAR QUE CIDADES PÓRXIMAS COMO ÓBIDOS E ORIXIMINÁ EXISTEM MUITOS PESSOAS COM ITUITO DE VOTAR NO NÃO OU SIMPLESMENTE NÃO QUEREM VOTAR. É NESCESSÁRIO QUE FAÇAMOS UM APANHADO GERAL NESSAS REGIÕES PARA QUE AQUELAS PESSOAS QUE QUEREM O NÃO SEM TER UMA OPINIÃO CERTA DO QUE QUEREM SEJAM CONTRARIADOS COM O SIM E SAIBAM REALMENTE OS BENEFICIOS QUE TEREMOS VOTANDO SIM PELO GLORIOSO ESTADO DO TAPAJÓS. VAMOS CONCIENTIZAR A TODOS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>