7 de maio 2012 as 3:08 pm

Infecção Urinária Masculina pode comprometer a próstata

Homens podem sentir dor ao urinar, ardência e febre em decorrência da doença

Infecção urinária

Embora a grande maioria dos casos esteja presente no sexo feminino, visto que a proporção é de, aproximadamente, dez mulheres para cada homem, a infecção urinária, que consiste na contaminação do trato urinário por vários tipos de bactérias, sendo a mais comum a Escherichia coli, encontrada constantemente no canal gastrointestinal, vem preocupando também o público masculino.

A infecção urinária masculina pode comprometer dois órgãos do corpo: a bexiga, chamada de cistite infecciosa e o rim, conhecida como pielonefrite aguda, segundo o Dr. Alex Meller, urologista do Hospital Santa Paula. “O mecanismo infeccioso costuma ocorrer por retenção urinária causada pelo aumento da próstata, que dificulta o completo esvaziamento da bexiga. Outro mecanismo frequente nos homens ocorre por contaminação da próstata e transmissão por contiguidade para a bexiga. Nesse caso, o processo ocorre via sangue do intestino para a próstata e, posteriormente para a bexiga”, diz o especialista.

Portanto, é possível afirmar que o desenvolvimento da doença nos homens acima dos 50 anos está associado ao aumento da próstata. Já entre os jovens, um grande fator de risco é a retenção da urina por horas seguidas. Quanto aos sintomas, os pacientes costumam queixar-se de ardência ao urinar, aumento da frequência urinária, febre, calafrios, mal-estar. Contudo, em idosos e crianças, o sangramento urinário pode estar associado ao quadro.

No início, a manifestação da enfermidade é semelhante em ambos os sexos, não obstante, caso o diagnóstico não seja feito rapidamente, pode haver o comprometimento do testículo em razão da propagação da bactéria para a bolsa escrotal provocando dor na região. “A próstata também pode ser afetada, levando ao sangramento no esperma e dor ao ejacular”, revela o urologista.

O surgimento de cicatrizes renais, a formação de cálculos infecciosos e inflamação da próstata são algumas consequências da enfermidade e que, se não tratadas corretamente, podem ter grandes proporções negativas à saúde e, em alguns casos, é necessário o procedimento cirúrgico para eliminar o problema.

Diagnóstico e duração do tratamento

Alguns fatores devem ser considerados para a correta avaliação da infecção urinária como a agressividade da bactéria, as condições imunológicas do paciente, a idade e a relação da patologia com outros problemas como diabetes e malformação. A detecção é feita por meio da urocultura, exame que verifica a presença de microorganismos localizados nos rins, urina e uretra. “Um exame de urina simples detecta a inflamação do tecido da bexiga e pode ser feito em pronto-socorro. Porém, um cuidado fundamental antes de iniciar o tratamento com antibióticos é realizar uma cultura de urina para a detecção da cepa bacteriana e os testes com antibióticos, o antibiograma, para avaliar o grau de resistência da bactéria”, aconselha o médico.

Uma vez diagnosticado, o tratamento é feito por uso de antibióticos que agem contra a bactéria, mas é necessário um cuidado especial em pacientes que apresentam repetidamente a patologia, pois a resistência ao remédio costuma ser maior. Em média, o acompanhamento dura sete dias e após seu início, os sintomas tendem a desaparecer em até 72 horas. “A doença é facilmente curável, principalmente se identificada com antecedência e tratada com o antibiótico correto”, afirma o especialista.

Medidas preventivas

O Dr. Alex Meller pontua algumas recomendações que podem ser determinantes para evitar o surgimento da infecção urinária masculina. “É fundamental que o homem não retenha urina por longos períodos, consulte um urologista a partir dos 40 anos para acompanhar o crescimento da próstata, monitore o esvaziamento da bexiga e não realize sexo anal sem preservativo”, finaliza.

Fonte: Jornal do Brasil

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

2 Comentários para Infecção Urinária Masculina pode comprometer a próstata

  1. helio dos santos diz:

    tive infeccçao a pielofite aguda de vez enquando sinto dor lombar , é possivel a infecçao volta?

  2. Daniel Garrine diz:

    Eu sofro de infecção urinário entretanto eu ainda estou a fazer o tratamento so que fiz sexo com a camisinha, sera que pode voltar agir de novo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>