3 de julho 2012 as 10:30 am

Sindicato dos Panificadores

Sindicato dos Panificadores

Procissão fluvial de São Pedro

Procissão fluvial de São Pedro

A Diocese de Santarém e a Colônia de Pescadores Z-20 iniciaram oficialmente, no último sábado, 18, a celebração oficial do padroeiro São Pedro. As festividades estão programadas para encerrar no dia 29 de junho. A Z-20 organiza as homenagens ao padroeiro dos pescadores há 65 anos. Para este ano, a coordenação destaca o tema da passagem bíblica “Tu és o Messias, o Filho de Deus vivo”.

No último dia 18, aconteceu a carreata com a imagem de São Pedro, por volta de 8h. Às 19h, houve celebração da santa missa de abertura das festividades, na igreja de São Sebastião. Ainda na programação da festividade do padroeiro dos pescadores, terá celebrações e a tradicional procissão fluvial no dia 29 de junho.

No ano passado, a 64ª procissão em homenagem a São Pedro, padroeiro dos pescadores e navegantes reuniu pelo menos 200 embarcações e cerca de mil pessoas, entre adultos, jovens e crianças, segundo a organização. Os fies ofereceram louvor, adoração e cânticos na presença da imagem do santo.

Para este ano, a organização estima mais de 200 embarcações de grande, médio e pequeno porte, durante a procissão fluvial de São Pedro.

Segundo o diretor de Assistência Social da Colônia de Pescadores Z-20, Jucivaldo Pereira Coelho, a proposta do evento é cultivar a fé religiosa dos devotos. “São Pedro é o grande representante dos pescadores devido sua atividade na época de Jesus”, ressalta.

Pescadores de vários bairros e comunidades da região devem participar do evento para agradecer e pedir bênçãos na pescaria. O pescador Edinaldo Farias, de 46 anos, conta que não perde nenhuma procissão há sete anos. “Fiz uma promessa de que se eu conseguisse uma renda maior, eu participaria das procissões. Graças a São Pedro consegui a graça e todos os anos participo”, diz.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros e da Capitania dos Portos deve acompanhar o círio fluvial, para evitar acidentes durante o percurso. Segundo a Capitania, no ano passado, nenhuma ocorrência foi registrada durante a procissão. Para este ano, a Capitania espera ter uma procissão tranquila e sem ocorrências.

Fonte: RG 15/O Impacto

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *